Podcast 2 em 1 #33 – Bebida Alcoólica

Nessa episódio, Davi Luna, Junior Luna, Cacau, Davi Moraes, Késia Luna e a Censurada Livia Lota conversam sobre bebidas alcoólicas para o cristão! (Duração: 1:22:15)

O que aprendemos de nossos pais?! A bebida na igreja e na bíblia. Aprenda porque ser babaca é pecado, o porque das igrejas no Brasil terem restrição tão grande com a bebida e não perca nossos PARALELOS e METÁFORAS!

Links:

Conheça Nosso Canal no Youtube
Texto Crentes Cachaceiros
Podcast 2 em 1 #32 Heróis: Daniel

E-mail:

Envie críticas, comentários, perguntas ou apenas fale conosco pelo: contato@juntosem1.com.br
Seu e-mail será lido no próximo episódio! Ou apenas COMENTE abaixo!

Acompanhe o Juntos em 1 Nas Redes Sociais:

Facebook
Twitter
Instagram

iTunes:

Assine!

Feed:

Assine!

Download Zip (56.6 MB)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
  • E ai pessoal da cachaça, belezinha? No comentário abaixo desculpe, mas, em tese, eu escrevi bêbado. * tente ler os comentários dos outros ouvintes assim também.

    Eche podcaxt foi muito legal, a transferência da mente do Davi( O Luna)para o “Jã” e vixe-versa, foi inesperada e foi o diferencial desse programa, que foi muito engrachado, e até reflechiivo (conversa de bar), falaram dos doix lados, e da moderação, muito bom, minha opinião é como a maioria de vocês, eu não bebo, e por causa da minha formação fico um pouco incomodado, mas acho que não tem problema beber moderadamente, mas o versículo que fala que “o vinho alegra o coração” deve estar fazendo referência há algum grau de embriaguez, mesmo que seja leve, pois se fosse só pelo gosto não faria diferença tomar um suco, mas enfim é isso “bebam como moderação”

    PS: Sobre meu comentário anterior sobre Daniel eu disse que a história dele era “conhecida”, porque só o começo da vida dele é narrado, da metade pro final em geral as pessoas nem sabem do que se trata, mas acredito que se deve ao fato de não ser mais um narrativa da vida do rapaz Beltessazar, mas sim de Deus respondendo as orações anteriores e acho que esse é dos motivos de ele ser conhecido pelo nome judeu, porque foi o mais importante de seus amigos, para mostrar que ainda era um “servo de Jeová” e também porque quem fala com ele a maior parte do livro é Deus, que conhece o ser verdadeiro nome.
    PS2: por que parei de escrever “bêbado” no meio do comentário, ainda é um mistério.

    • Cara, você é o melhor e mais criativo comentarista do Juntos! rs… Mantenha o bom humor sempre! Sobre o “alegra o coração”, concordo com vc. Mas isso não invalida o fato de que a embriaguez é vista em toda a bíblica como uma prática negativa, né? Abraço!

      • “Eu bebo sim estou vivendo, tem gente que não bebe está morrendo, eu bebo sim…” x8

  • Tatyane Costa

    MEODEEEEEEEEEUS, Felipe Fraga! Estou em pé aplaudindo seu comentário! hahaha

    Fiz um TOP 3 do 2 em 1 quando terminei a maratona. Agora mudei, tenho um TOP 4.

    O episódio foi ótimo e a conclusão do papo foi bastante coerente. Quem diria que o primeiro paralelo viria do Junior? Eu não esperava por essa!

    Sobre o que papai e mamãe ensinaram, os meus sempre disseram que não tem problema nenhum beber, mas eles não bebem porque não vêem graça em bebidas alcoólicas e estão super felizes com embriaguez de Coca-Cola.

    Quanto a minha opinião, concordo com tudo o que a Késia falou, porque quando me oferecem bebida alcoólica eu me pergunto: “preciso mesmo beber? Vai agregar valor à minha vida tomar uma cerveja? Quem está comigo vai se escandalizar se eu for até o balcão do bar e pedir uma cachaça?” e sempre concluo que não preciso beber e as pessoas ao meu redor que sabem que eu sou cristã olhariam torto pra mim e pro meu copo de cachaça. Pensando dessa forma, nunca experimentei nada alcoólico (a não ser bombom com licor de amarula) e estou satisfeita com a minha decisão.

    Luna Family e agregados, abraço e até a próxima.

    • Valeu Tatyane, pelo elogio hehe, sobre licor, cuidado para não comer bombom de Cacau, pois ele pode achar ruim.

  • Luciano Valério

    E aí Luna (Drunk) Family, tudo nice?

    Eu cresci ouvindo o povo da igreja falar que beber era pecado e rolava até um papo de ir pro inferno. Mas, com o tempo o Espírito Santo vai nos esclarecendo melhor as coisas… E hoje tenho outra mentalidde, que é bem coerente com o que foi dito neste podcast.

    Beber não é pecado, pecado é perder o juízo… Ou seja, dar vexame!
    Eu tenho pavor de gente bêbada e por isso mesmo só bebo em algum casamento ou formatura. Mas ano passado numa festa de casamento percebi que já estava no meu limite e mesmo assim decidi tomar mais umas taças de espumante e aí comecei a enxergar tudo em 3D…kkkkkkkkkk…. Pouco depois, catei meu paletó e saí da festa praticamente sem despedir das pessoas, antes que cometesse algum vacilo!
    E é aí que ter o Espírito Santo faz toda a diferença, pois foi ele que me alertou sobre o perígo de passar do limite!

    Agora uma coisa importante: o meu pastor acha que é pecado beber, mas eu não acho… Mas como ajudo na liderança dos jovens tenho que ter o cuidado pra minha opinião não influenciar algum “novo na fé” e fazer ele tropeçar!
    E nessa hora entra o que vocês comentaram sobre o cuidado de não fazer o outro tropeçar… e aí, dependendo de quem é, sou capaz até de omitir a minha opinião!

    Vida longa à Luna Family!

  • Pingback: Podcast 2 em 1 #34 – Tabernáculo | Juntos em 1()

  • lucas

    Ola pessoal! to baixando agora super empolgado com o tema!sempre quis ouvir um pod ops! um cast sobre esse assunto mas ainda não tinha encontrado…não posso deixar de dizer que gosto muito do programa de vocês e torce muito para esse ministèrio!!até mais galera,e que Deus continue abençoando e usando vocês!!!

  • Pingback: Podcast 2 em 1 #36 – Feminismo | Juntos em 1()